Saiba aqui o que Buenos Aires tem de “tan querida”

Com uma mistura de tango, boa gastronomia e incrível variedade de lugares para se conhecer, a cidade de Buenos Aires vai fazer você se apaixonar por ela.

Se o que você procura são passeios culturais, vai ter muita distração por lá com museus repletos de obras nacionais e internacionais. Até mesmo o próprio cemitério é considerado uma opção de tour de obras de arte.

Mesmo após um passeio in door, com um belo dia esperando por você lá fora, aproveite para conhecer e desfrutar de tantos belos parques que a cidade possui e que em dias quentes de verão são muito utilizados pelos portenhos que às vezes em roupa de banho, tiram um tempinho para se bronzear.

E para fechar os dias que passará nesta bela cidade, aproveite para saborear as diversas opções gastronômicas. E aqui eu falo tanto de restaurantes, como tipos de cozinhas diferentes.

Mas definitivamente, não saia de lá sem antes apreciar um casal dançando o sedutor tango. Se não conseguir ir até uma casa de show, pelo menos dê uma volta no Caminito. Vai encontrar alguém por lá dançando para você assistir.

Onde fica

A cidade de Buenos Aires é a capital da Argentina. Um dos países que fazem fronteira com o Brasil. Encontra-se aproximadamente a 3h de voo de São Paulo e a 1:45h de Porto Alegre.

Como chegar

Voos internacionais chegam à Buenos Aires geralmente pelo Aeroporto Internacional de Ministro Pistarini, conhecido como Ezeiza que fica a 35 Km de distância do centro da cidade, ou aproximadamente 40 minutos.

Alguns outros voos podem chegar pelo aeroporto doméstico e regional conhecido como Aeoparque ou Aeroparque Jorge Newbery. Este encontra-se bem mais próximo à cidade, a apenas 2 Km de distância.

Para saber sobre as facilidades que esses aeroportos oferecem, ou os meios de transportes para sair ou chegar até eles, basta acessar www.aa2000.com.ar.

Para entrar na Argentina, sendo um cidadão brasileiro, você precisará apenas de seu passaporte válido (geralmente com 6 meses de validade ainda da data de sua chegada ao país) ou de seu RG original e em bom estado. Há quem diga que o ideal é que este último documento não tenha mais do que 10 anos de expedição. Mas, para ter acesso a essas informações na integra, mesmo porque elas podem ser alteradas e atualizadas a qualquer momento, basta acessar www.mrecic.gov.ar.

E para informações sobre cotas de mercadorias que podem ser trazidas de lá, acesse www.afip.gov.ar/turismo/#exenciones.

Se quiser saber quanto custa uma passagem para Buenos Aires, acesse o site do Zupper Viagens e faça uma pesquisa.

BuenosAires_clima
Clima em Buenos Aires

O clima na cidade é bem variado, sendo considerado quente e húmido no verão com temperaturas entre 20°C e 30°C (entre dezembro e março).

Já o inverno que acontece entre os meses de junho e setembro (julho é considerado o mês mais frio), possui temperaturas que variam de 3°C a 8°C, quando os dias são mais frios e curtos.

E para quem quiser saber, as chuvas acontecem geralmente no outono (março a junho) e primavera (setembro a dezembro). São consideradas chuvas leves ou passageiras. Nada que impeça você de passear e conhecer a cidade.

Caminito
Entenda a cidade

A cidade de Buenos Aires é dividida basicamente em 48 bairros. Deles, os mais visitados ou mais característicos são:

– Palermo: o maior dos 48 bairros em que se divide a cidade de Buenos Aires.

– San Telmo: localizado no sul da cidade, é o menor e mais antigo bairro.

– La Boca: Aqui encontra-se o famoso Caminito.

– Centro histórico: onde encontra-se o Obelisco e a Plaza de Mayo.

– Puerto Madero: antigo porto que foi restaurado e as antigas docas foram transformadas em lojas, apartamentos de luxo e hotéis.

– Recoleta: outro importante bairro de casas em estilo europeu repleto de comércio, museus e galerias.

Como se locomover

Um meio muito utilizado pelos turistas para se locomoverem na cidade são os taxis, de cores amarelo e preto e que funcionam com sistema de taxímetro (ativado no início da viagem e desligado no final).

Existe uma tarifa para o período de 6h às 22h e uma outra, com cerca de 20% acima da tarifa normal, das 22h ás 6h.

Além disso, a cidade de Buenos Aires oferece uma rede de metrô que possui 6 linhas funcionando em média das 5h às 22:30h (horário varia de acordo com as linhas e dias da semana). Existem bilhetes de uma ou mais viagens com valores entre 2,50 e 75,00.

Acesse o site do metrô e além dos tipos de abonamento, veja também o mapa das estações (www.metrovias.com.ar).

Uma terceira opção seria os ônibus públicos que não trabalham com uma tarifa fixa, mas sim com valores pagos referentes à distância percorrida. Um guia instrutivo, chamado de Guia T pode ser adquirido em bancas de revistas e vai ajudar você a entender as linhas.

Floralis Genérica - Buenos Aires
O que ver e fazer em Buenos Aires

Tango

Sem dúvida algo imperdível! E está por todas as partes, desde os casais que dançam pelas ruas até as casas de tango ou restaurantes que servem jantares com shows.

Cemitério da Recoleta

É um dos principais cemitérios do mundo com cerca de 4.700 túmulos. Uma espécie de museu de arte ao ar livre, onde está o tão visitado túmulo de Eva Peron (Evita).

Existem tours guiados, organizados para ajudar você a conhecê-lo melhor.

Igreja da Virgen del Pilar

Esta igreja, localizada próxima ao cemitério da Recoleta, foi fundada por padres jesuítas. E seu interior é considerado um belo exemplar de arte barroco colonial religioso da Argentina.

Museu Nacional de Belas Artes

Ainda no bairro da Recoleta, a dois quarteirões do cemitério e da Igreja del Pilar, encontra-se o Museu Nacional de Belas Artes com uma das mais importantes coleções de arte do país com obras de artistas nacionais como Emilio Pettoruti, Castagnino e Berni, e internacionais como Monet, Picasso e Velásquez.

O museu possui exposições temporárias e permanentes. E o ingresso é gratuito.

Para mais informações acesse o site do Museu Nacional de Belas Artes

Buenos Aires Design

Shopping de moda e decoração em frente a uma área verde onde os portenhos às vezes, sentam-se para pegar um pouco de sol.

À frente, existe um terraço amarelo que consiste em um pátio ou área de alimentação com um restaurante ao lado do outro. Ótimo para fazer uma prazerosa refeição após um passeio ou compras no shopping.

Floralis Genérica

É uma enorme escultura de 23 metros de altura em forma de flor, feita em aço e alumínio pelo arquiteto Eduardo Catalano e inaugurada em 2002.

Está localizada entre a Avenida Figueroa Alcorta e Austria no bairro da Recoleta e suas pétalas se abrem por volta das 8h da manhã e fecham-se ao pôr-do-sol. Permanece aberta apenas em algumas noites específicas.

Jardim Japonês

Encontra-se no bairro de Palermo, foi doado pela comunidade japonesa argentina e reproduz em todos os detalhes um jardim japonês. Possui lago, casa de chá e são realizadas ali também algumas atividades da cultura japonesa.

Jardim Botânico

Considerado um oásis dentro da cidade de Buenos Aires, com mais de 6.000 espécimes vegetais, onde é possível fazer caminhadas. Funciona todos os dias das 8h às 18h.

É considerado o pulmão da cidade e ali encontra-se também o planetário Galileu Galilei, recentemente restaurado com tecnologia de última geração.

Palermo Soho

Área desenvolvida dentro do bairro de Palermo com inúmeras lojas, bares e restaurantes. É considerado um dos bairros mais boêmios da cidade.

O centro deste bairro é a Praça Cortázar ou Praça Serrano, como era chamada antigamente.

Caminito

É uma rua pequena, um quarteirão apenas de extensão, com espécies de cortiços coloridos feito por imigrantes.

Aqui encontram-se artistas, um pequeno comércio para aqueles que procuram por souvenirs, casais dançando tango, estátuas vivas e muito mais.

Estádio do Boca Juniors

Localizado no bairro da Boca, este estádio pertence a um dos principais times da Argentina, chamado também de La Bombonera.

Ao lado dele está o museu deste mesmo time onde é possível fazer visitas guiadas.

Praça Dorrego

Praça central do bairro de San Telmo abrigando aos domingos, geralmente das 10h às 19h, uma Feira de Antiguidades.

Nos outros dias, oferece muitas opções de bares com mesas e cadeiras colocadas na praça quando o tempo é oportuno.

Puerto Madero

Além de oferecer uma fantástica vista para o Rio da Plata possui um museu, lojas e conserva ainda um pouco do ar do antigo porto.

Lá encontra-se também a Ponte da Mulher ou Puente de la Mujer, obra de Santiago Calatrava e que abre-se às vezes para dar passagem a embarcações mais altas.

Casa Rosada

Localizada em frente à Praça de Maio (Plaza de Mayo) e é onde trabalha o presidente da Argentina.

Em sua fachada é possível ver a varanda de onde Evita saía para falar ao povo.

Catedral Metropolitana

Próxima a Casa Rosada, a construção dessa catedral lembra muito um prédio público. E as doze colunas de sua fachada representam os 12 apóstolos.

Internamente abriga o túmulo do principal herói argentino, que é o General José de San Martín.

Rua Florida

Próxima a Praça San Martín, essa rua possui 11 quarteirões de extensão, é totalmente para pedestres e abriga uma série de lojas de todos os tipos.

Livraria El Ateneo

É uma rede de livrarias espalhadas pela cidade de Buenos Aires onde os portenhos, amantes da leitura, vão para passar o tempo lendo um pouco e bebendo um café.

Uma delas foi aberta dentro de um antigo teatro restaurado e fica na intersecção da Avenida Santa Fé com a Avenida Callao.

Se tiver um tempinho, não deixe de ver também o Cabildo de Buenos Aires (abriga o Museu da Revolução de Maio), Banco de La Nación Argentina, Obelisco da Avenida Nove de Julho, Praça San Martín e Monumento aos Soldados Falecidos na Guerra das Malvinas.

Outros teatros e museus importantes para se visitar são o Teatro Colón, Teatro Nacional Cervantes e o Centro Cultural Borges.

Onde comer em Buenos Aires

A gastronomia argentina é caracterizada por mesclar a cultura nativa com as influências de seus imigrantes. Principalmente das culturas italiana e espanhola.

É possível observar uma forte presença da carne no cardápio dos portenhos e argentinos em geral.

Quem é que não pensa em um belo bife de chorizo quando se fala em carne argentina (que seria para nós, brasileiros, uma espécie de contra filé)? Ele vem sempre acompanhado por batatas fritas, purê ou salada. Seu cozimento tem o objetivo de não deixa-la crua por dentro, e não queimá-la por fora. Outra modalidade de cozimento é a carne “al asador” onde cozinha-se a carne lentamente no carvão, e pode ser feito também junto com o couro.

Outros pratos prediletos dos portenhos são a milanesa e a matambre. Este último consiste em um prato mais exótico feito com a parte superior do animal, às vezes recheada com vegetais.

E por último, a indubitavelmente típica empanada recheada de carne que possui variações de temperos e quantidade diferentes de molho em função da província de onde é feita.

Com relação aos restaurantes de Buenos Aires, uma das sugestões de quem já visitou a cidade é o Aldo’s Vinoteca e Restaurante, localizado em San Telmo, com uma ampla proposta de café da manhã, almoço, jantar e aperitivos.

Para quem busca os clássicos, o Bice Buenos Aires em Puerto Madero (com 80 anos de história) oferece grande variedade de massas e peixes. E ainda neste mesmo local, o Gourmet Porteño tem opções para todos os gostos com setores de carnes, massas, paellas, peixes, frios e até comida japonesa.

Em Palermo Soho, você pode aproveitar pratos da comida portenha e mediterrânea como o abadejo com siri no Restaurante Cabernet. Uma antiga casa restaurada e que conserva seu charme.

Se estiver na Recoleta e procurar algum lugar para comer, tente o La Biela, muito frequentado por artistas e executivos. Representa uma opção, por exemplo, para quem acabou de visitar o cemitério ou a Igreja da Virgen del Pilar e gostaria de almoçar.

Próprio no bairro da Recoleta existem ainda muitos outros cafés que funcionam como restaurantes.

DICA

Lembre-se que para compras realizadas na Argentina por um valor superior a 70 pesos e em lojas que fazem parte do Programa Global Blue, você terá direito ao reembolso do imposto que é valor agregado ao produto, o chamado Tax Free, que você poderá receber na saída do país, geralmente em aeroportos, apresentando a documentação necessária.

Outra dica importante é carregar sempre em sua carteira alguns pesos argentinos, principalmente moedas, para quando você utilizar os ônibus públicos. Apesar de muitos estabelecimentos aceitarem o dólar, para algumas coisas você vai precisar da moeda local, principalmente em notas menores.

Com relação aos taxis, existe uma recomendação por parte de alguns guias de pagá-los em pesos e com notas pequenas.

Outra nota importante é que os museus da cidade de Buenos Aires não funcionam às segundas-feiras. Portanto, lembre-se disso ao programar seu roteiro e visite os sites oficiais desses locais para ter acesso aos dias e horários de funcionamento sempre atualizados.

E se procura passeios fora, mas não tão longe da cidade de Buenos Aires, o município Tigre pode ser uma boa opção. Aqui, você poderá fazer um passeio de barco pelo delta do Tigre ou ir para algumas cidades do Uruguai.

Links externos

www.buenosaires.gob.ar
www.bue.gob.ar
www.global-blue.com

Buenos Aires

Seja o primeiro a comentar

Ninguem comentou ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Comente aqui

Pergunta de Segurança (CAPTCHA) *

    Destinos mais procurados

  1. Saiba aqui o que Buenos Aires tem de “tan querida”
  2. Aeroporto Internacional John F. Kennedy (JFK) – New York
  3. Dicas de como preparar sua bagagem de mão em uma viagem internacional de longa duração
  4. Conheça a cidade de Londres
  5. Fortaleza, Ceará
  6. Lugares para curtir a neve em Julho