Dica para economizar com alimentação em uma viagem

Um dos gastos presentes em uma viagem, e que às vezes pode fazer a gente sair um pouco do orçamento previsto, são os gastos com a alimentação durante esse período.

E mais uma vez, o Zuppy, nosso querido mascote zupper viajado, desenvolveu algumas técnicas para driblar questões como essas e vai dar uma dica bem interessante para você.

É claro que visitar os restaurantes bem recomendados e provar os pratos típicos do seu destino, deve com certeza fazer parte de seu roteiro. Afinal, isso faz parte de conhecer um destino em todos os seus aspectos. Mas muitas vezes torna-se inviável fazer todas as refeições do dia dessa forma. O bolso vai ficar vazio mais rápido, ou o cartão de crédito pode estourar antes mesmo de fazer aquelas comprinhas, rs.

A dica em questão é mais simples do que você imagina. E a palavra de ordem aqui é “Supermercado”. Isso mesmo! Tanto os supermercados, como os mercadinhos, são uma boa saída para você. Ao invés de gastar um valor maior em um menu turístico todas as vezes, você pode, em algumas das refeições do dia, comprar alguns ingredientes e fazer um lanche no hotel ou em uma agradável praça que encontrar pelo seu caminho. E vou te provar ainda, que isso pode ser muito romântico e/ou relaxante!

Já pensou ver a noite cair no jardim aos pés da Torre Eiffel, esperando aquelas mágicas luzes se acenderem, saboreando uma baguete fresquinha, com algum queijo e um pouco de vinho? Ou ainda, aquela pausa relaxante no gramado da Piazza dei Miracoli, saboreando uma deliciosa schiacciata e admirando a Torre de Pisa?

Pois é! Aposto que o Zuppy acabou de mudar o seu conceito sobre comprar coisas em supermercado durante uma viagem, não foi?

Mas para isso dar certo, você precisa fazer uma pesquisa antes. Descubra quais são os produtos típicos do seu destino, que podem ser encontrado em supermercados, e que não precisam ser preparados (cozinhar). Quem sabe ainda, encontrar algo no estilo finger foods?

Produtos com essas características podem ser os queijos, furtas, pães, bebidas como vinhos e outros aperitivos. Existem ainda supermercados, em lugares mais turísticos, que vendem alguns pratos frios em porções individuais, como é o caso de alguns supermercados em Roma. Na estação Roma Termini, por exemplo, poderá encontrar um deles.

E aqui chegamos a outro ponto da sua pesquisa. Pesquise quais são as redes de supermercado que existem no país. Seja curioso! Entre no site, dê uma olhada para ter ideia de preços e produtos da época. Geralmente, pessoas que moram ou moraram fora do Brasil, acabam conhecendo mais sobre isso, e tem boas dicas para dar, inclusive em relação aos produtos que pode encontrar, como pagar e etc.

Esse é o caso dos meninos do E-Dublin. Um blog muito legal cheio de informações e dicas para dar a brasileiros que vão morar na capital irlandesa. Sei que o foco desse post não é falar sobre intercâmbio, mas o Zuppy encontrou um vídeo super bem feito, que mostra como seria a experiência de fazer uma compra por lá. Com relação a forma de pagamento que verão, muitos países na Europa já adotam esse sistema em seus supermercados. Assista
o vídeo logo abaixo. E veja como as compras funcionam em alguns mercados. E se gostaram do E-Dublin, aproveitem para visitar o site e ler as incríveis matérias publicadas por lá.

Seja o primeiro a comentar

Ninguem comentou ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Comente aqui

Pergunta de Segurança (CAPTCHA) *

    Destinos mais procurados

  1. Saiba aqui o que Buenos Aires tem de “tan querida”
  2. Aeroporto Internacional John F. Kennedy (JFK) – New York
  3. Dicas de como preparar sua bagagem de mão em uma viagem internacional de longa duração
  4. Conheça a cidade de Londres
  5. Lugares para curtir a neve em Julho
  6. Fortaleza, Ceará