Dicas de como visitar um museu

Existem destinos nesse mundão afora que oferecem fantásticos e importantes museus para se visitar. E eles agradam não apenas os apaixonados por história ou arte, mas também aqueles que são mais dinâmicos como o nosso querido público infantil.

Quem já teve oportunidade de visitar ou levar uma criança ao Museu de História Natural de Londres, sabe bem do que estou falando.

O MOMA de Nova York, por exemplo, vai enfeitiçar aqueles que gostam de uma arte mais contemporânea. O Louvre, em Paris, vai prender a atenção daqueles que querem estar mais próximos dos grandes mestres. Ou ainda, se você tem um artista favorito, pode encontrar museus focados apenas neles, como é o caso do Museu Pablo Picasso em Barcelona que ilustra em obras, todas as fases desse artista.

Enfim, as opções são muitas!

O que vai fazer com que a sua viagem seja bem aproveitada, e também a sua visita a um museu, é o planejamento de seu roteiro.

O Zuppynho tem certa experiência em museus. Já passou por algumas roubadas, mas também por visitas surpreendentes e bem sucedidas. E é por isso que abaixo, ele vai deixar algumas dicas para você planejar a sua visita a um museu.

Pesquise o acervo do museu

Ainda em sua casa, antes de iniciar a viagem, acesse o site do museu que deseja visitar e pesquise sobre seu acervo, inclusive as Mostras Temporárias.

Alguns deles possuem ferramentas virtuais bem interessantes de exploração via site.

Consultar blogs de viagens de viajantes que já realizaram a visita e relatam neste sua experiência, também será de grande valia.

Dessa forma, saberá de início o que encontrar por lá.

Definir interesses

Em seguida, defina quais são as obras de maior importância que o museu abriga e também aquelas que você gostaria muito de conhecer.

É indescritível a emoção de estar diante de uma obra que tanto gostou de ver em um livro didático na época da escola, e de repente, tê-lo diante de seus olhos como A Noite Estrelada de Van Gogh ou mesmo a Monalisa de Da Vinci.

Caso viaje acompanhado, seria de bom tom definir essas obras junto com seu companheiro de viagem. Vocês podem ter interesses em comum, mas também, diferentes. E como você não estará sozinho, para que a viagem seja uma boa experiência para todos, seria legal decidirem isso juntos.

Defina o seu percurso

Se a logística não for muito difícil, tente visitar antes as alas onde estão as obras de seu interesse para depois ver as demais. Pode não parecer, mas o tempo dentro de um museu (principalmente se você for apaixonado por esse tipo de atração) passa mais rápido do que você pensa. E quando você se dá conta, não restará muito tempo por lá.

Pode ser que os sites não tenham um mapa das alas, mas quando chegar ao local, geralmente existirá um para você se orientar e ver onde as obras estão.

Aproveite os recursos

Se o museu visitado oferecer áudio guia, não pense duas vezes e pegue um para você. Quando disponíveis, eles poderão ser gratuitos ou à pagamento.

Mas ainda que tenha que gastar alguns dólares ou euros com isso, o Zuppy recomenda que você o faça. Muitas vezes eles irão fornecer informações bem interessantes sobre as obras que estarão a sua frente ou mesmo do edifício em si.

Alguns museus disponibilizam ainda aplicativos gratuitos que poderão ser baixados em seu celular, permitindo assim que você tenha na palma de sua mão, informações sobre as obras.

Quanto tempo?

O tempo de visita a um museu pode variar de acordo com o interesse do visitante por esse tipo de atrativo. Existem aqueles que passarão o dia todo. E aqueles que farão uma visita mais rápida.

Mas definitivamente não perca tempo se for apenas para bater cartão. Dessa forma não irá ver nada direito e irá gastar uma parte de seu tempo que poderia ser destinado a atrativos de maior interesse para você.

Um tempo razoável para esse tipo de visita, caso seu roteiro diário tenha outros lugares a serem visitados é de 3h às 4h. Você não ficará cansado e conseguirá conhecer as mais importantes obras.

Descontos

Ainda no site do museu, vá até a página que mostra o horário de funcionamento e valor de ingressos, e verifique se existem dias ou horários de visitação gratuitos, ou ainda, ingressos com valores diferenciados como para o público estudante.

Respeite as regras

Preste atenção (para não passar por constrangimentos) às regras do museu. Existem algumas restrições como não entrar com alimentos ou bebidas e também sobre fotos.

Alguns museus permitem que fotos sejam tiradas, mas sem acionar o flash e outros não deixam de forma alguma.

Essas são algumas dicas que irão ajudar você a planejar uma visita bem sucedida a um museu. Testem e depois voltem para contar como foi!

Passagem Aerea

Seja o primeiro a comentar

Ninguem comentou ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Comente aqui

Pergunta de Segurança (CAPTCHA) *

    Destinos mais procurados

  1. Saiba aqui o que Buenos Aires tem de “tan querida”
  2. Aeroporto Internacional John F. Kennedy (JFK) – New York
  3. Dicas de como preparar sua bagagem de mão em uma viagem internacional de longa duração
  4. Conheça a cidade de Londres
  5. Lugares para curtir a neve em Julho
  6. Fortaleza, Ceará