Museu de Anne Frank, Amsterdam

Se for visitar a cidade de Amsterdam, na Holanda, segue aqui uma dica de passeio bem interessante para você fazer durante a sua estadia. E se você é o tipo de viajante que se interessa por história, esse vai ser, definitivamente, um item indispensável no seu roteiro.

Muitos já ouviram falar, ou leram durante o período escolar, o famoso Diário de Anne Frank.

Esta jovem adolescente, de origem judia, viveu durante o período da Segunda Guerra Mundial na capital holandesa, onde, durante a ocupação dos nazistas ao país, escondeu-se com sua família em um anexo do prédio onde estava instalada a fábrica de seu pai. E o acesse a esse anexo, se dava através de uma porta disfarçada de estante de livros.

Anne viveu ali por dois anos, e nesse período escreveu o seu diário onde, aos 13 anos de idade, contou sobre suas emoções de adolescente e sobre os horrores do nazismo que assombrava a Europa.

Infelizmente, junto com muitos outros, acabou sendo levada a um dos campos de concentração e faleceu aos 15 anos.

Seu pai sobreviveu, retornou a esse esconderijo e encontrou o seu diário. E assim como era o desejo de Anne, publicou-o como um livro, atualmente espalhado pelo mundo e traduzido em mais de 70 idiomas.

Hoje, essa casa-esconderijo encontra-se aberta à visitação. E durante a visita, você poderá atravessar a porta secreta e transitar pelos cômodos desse anexo como o quarto de Anne, a cozinha, banheiro e encontrar alguns documentos e objetos recuperados, pertencentes a quem ali viveu.

Os móveis não existem mais, mas a emoção está presente em cada um desses poucos e pequenos cômodos que guardam muita história.

Durante a visita, poderá ainda descobrir curiosidades como o fato de que, durante o dia, seus secretos habitantes não podiam fazer barulho, ou mesmo o uso de água, para não chamar a atenção dos funcionários de seu pai que trabalhavam no andar abaixo.

Onde fica

O prédio que hoje é o Museu de Anne Frank fica às margens de um dos canais da cidade, região central, na Rua Prinsengracht 263-267. São 20 minutos de caminhada a partir da Estação Central de trem de Amsterdam.

A visita não é gratuita, paga-se uma entrada, mas vale muito a pena.

Visite o site para informações atualizadas sobre preço do ingresso e horário de funcionamento.

Links externos

www.annefrank.org/en/Museum

Amsterdam

Seja o primeiro a comentar

Ninguem comentou ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Comente aqui

Pergunta de Segurança (CAPTCHA) *

    Destinos mais procurados

  1. Saiba aqui o que Buenos Aires tem de “tan querida”
  2. Aeroporto Internacional John F. Kennedy (JFK) – New York
  3. Dicas de como preparar sua bagagem de mão em uma viagem internacional de longa duração
  4. Conheça a cidade de Londres
  5. Fortaleza, Ceará
  6. Lugares para curtir a neve em Julho