O Zuppy foi conhecer Santiago do Chile

No mês de março, o Zuppy tirou alguns dias de folga e foi visitar um país que fica bem perto do nosso. Dessa vez ele voou para o Chile e foi descobrir os encantos da cidade de Santiago.

Visitou lugares encantadores, curiosos e me pediu para deixar tudo registrado, logo abaixo. Quem sabe, assim como ele, você não fica curioso para conhecê-la também.

Onde fica

A cidade de Santiago é a capital do Chile e está localizada na porção central do país.

Como chegar

Atualmente existe uma grande oferta de voos para a Santiago, com saídas de diversas cidades brasileiras.

Existem voos diretos saindo de São Paulo, com aproximadamente 4h de voo, e saindo do Rio de Janeiro com cerca de 5h de duração. Companhias como TAM, Lan Chile e Aerolineas Argentinas, operam para esse destino.

Se quiser saber quanto custa uma passagem a partir de sua cidade e nada data desejada, acesse o Zupper Viagens e consulte valores para passagem para Santiago.

A chegada a Santiago se faz pelo Aeroporto Arturo Merino Benitez, conhecido também como Aeroporto Internacional de Santiago que fica a aproximadamente 13 Km do centro da cidade. E para chegar até o centro ou onde estará hospedado, você pode usar um taxi ou van.

É sempre aconselhado utilizar os taxis credenciados, cujos balcões representantes encontram-se dentro do aeroporto, na parte do desembarque. E se optar pelas vans, uma empresa muito utilizada é a TransVip que além do taxi privado, oferece serviço de van compartilhada que consiste em levar um número aproximado de 10 passageiros e suas bagagens, até seu endereço de hotel. É mais barato que o taxi, porém leva mais tempo, pois tem mais pessoas para “entregar”.

Se quiser saber valores e ter mais informações de como funciona, acesse o site da Transvip.

Santiago
Clima

A cidade de Santiago, durante o verão, possui temperaturas de até 35°C e o ar se torna muito seco. Já o inverno, além de concentrar o maior volume de chuvas, possui temperaturas mínimas que podem chegar a 0°C. O verão acontece entre os meses de dezembro e março, e o inverno de maio a setembro.

O Zuppy visitou a cidade em meados de março e disse que pela manhã o clima era mais fresco, ao meio dia e período da tarde, ele conseguia usar camiseta (rs), e ao anoitecer, uma jaqueta não tão grossa, dava conta do recado.

Como se locomover

Santiago possui como meios de transporte, taxis, ônibus coletivos e metrô.

Os taxis funcionam como em todo lugar, utilizam o taxímetro. Os ônibus também são bem parecidos. Adquire-se o bilhete com o motorista. Mas o metrô foi o meio de transporte que acabou sendo o mais utilizado pelo Zuppy.

Muitos pontos turísticos são alcançados com o metrô. O mais importante a saber é que a tarifa cobrada depende do horário em que você fará a viagem e o dia da semana. Horários considerados de maior movimento, possuem tarifas mais caras. O bilhete é adquirido na bilheteria, antes de passar pela catraca e existe ainda a opção de comprar um bilhete conjugado com o ônibus.

Se quiser saber sobre esses valores e horário de pico, acesse o site do metrô de Santiago ou o site de Transportes de Santiago.

Santiago - Casa da Moeda
O que ver e fazer

O Zuppy passou dois dias e meio pela cidade, fez uma maratona para conhecer muitos atrativos, mas não chegou a ver todos. Ele me contou que se você realmente quer visitar a cidade com calma, 4 dias por lá, contando com uma visita a alguma vinícola, seriam ótimos.

E por falar em vinícola, vamos começar por essa parte.

Vinícola Concha y Toro

Ou Viña Concha y Toro como é chamada, é a mais turística das vinícolas chilenas. Pode-se chegar até ela usando metrô e ônibus, ou um taxi. Depende de seu ponto de partida.

Existem 3 tipos de tour com degustação para se fazer por lá e as uvas que ele experimentou das parreiras eram deliciosamente doces.

Plaza de Armas

Aqui está a parte histórica da cidade, onde encontram-se a Catedral de Santiago, Edifício do Correio Central, Prefeitura e Museu Histórico Nacional. É um bom ponto de parada para apreciar o movimento dos habitantes dessa cidade.

Nas ruas próximas a esta praça, encontram-se também o Edifício do Congresso Nacional do Chile e a Casa Colorada, que hoje abriga o Museu de Santiago.

Casa de La Moneda e Troca de guardas

Santiago também possui a sua troca de guardas. Ela acontece em dias alternados, por volta das 10h da manhã, em frente a Casa da Moeda. É possível ainda conhecer o museu da Casa da Moeda, mas para isso, é necessário fazer o agendamento.

Se quiser ver o calendário da troca de guardas, acesse aqui o site do Governo do Chile.

Paseo Ahumada

Este “paseo” é na realidade uma grande via comercial onde só pedestres podem circular por ela. Existem lojas de ambos os lados e de diversos ramos de atividade. Aqui encontram-se também alguns bancos e os famosos “Café con Piernas” Haiti e Caribe.

Cerro Santa Lucia e Cerro San Cristóbal

Dois importantes pontos turísticos que oferecem ao visitante uma incrível vista da cidade de Santiago.

O Cerro Santa Lucia, não tão alto, é acessível por um caminho de ruas tranquilas e escadas. Existem algumas pracinhas no meio do caminho para parar e apreciar a vista.

Já o Cerro San Cristóbal, bem mais alto que o de Santa Lucia, é acessível por meio de um teleférico. E oferece, por conta de sua altura, uma vista muito mais ampla da cidade. Próximo ao topo existem algumas lanchonetes e lojas para fazer um lanchinho o experimentar o típico mote chileno.

Museu de Arte Pré-colombiana

Este é um museu com maior número de obras e artefatos pré-colombianos do mundo. Importantes obras descobertas em países como Equador, México e Chile, estão aqui. É a mais importante coleção do gênero do mundo.

Los Dominicos

Los Dominicos é um centro de artesanatos indígenas, localizado próximo à estação de metrô de mesmo nome. Aqui você poderá encontrar produtos de couro, madeira, instrumentos musicais, comidas e muito mais. Não é um lugar apenas turístico. Moradores gostam de visitá-lo aos domingos.

Mercado Municipal

Se quiser comer um bom prato de peixe ou frutos do mar, não pode deixar de almoçar por aqui em um dos dias em que estiver por lá. Aqui você poderá comer um dos maiores caranguejos do mundo. Serve tranquilamente duas pessoas.

No centro deste mercado, estão os restaurantes com garçons que vão fazer de tudo para conquistar você e fazer escolher o seu restaurante para saborear uma boa refeição.

Patio Bellavista

Esse pátio é uma boa opção para um happy hour ou jantar. Dentro dele encontram-se bares, restaurantes, lojas de souvenirs e sorveterias.

Aqui, o Zuppy experimentou o sorvete de Manjar (doce de leite) com frutas vermelhas. Ele adorou e recomenda!

Costanera Center

Um dos principais shoppings da cidade, frequentado por turistas e moradores. No centro, existe uma queda de águas dançantes e de luz. Lindo!

Quando ele esteve por lá, soube que algumas das lojas davam descontos aos turistas. Tudo que teve que fazer foi dirigir-se ao balcão de informações do shopping e colocar uma pulseira que o identificava como beneficiário. Não são todas as lojas que oferecem, mas já é uma dica para economizar.

Las Condes

Las Condes é uma das comunas da província de Santiago, considerada o coração financeiro da província. Aqui você vai encontrar imponentes prédios espelhados que são sede de grandes empresas como a Lan Chile. Encontrará também o tranquilo Parque Arauco e Centros Comerciais como a Falabella e Megacenter.

Vitacura

Vitacura, outra comuna próxima a Las Condes, é considerada um centro de manifestações artísticas da cidade, onde mostras e exposições estão sempre acontecendo. E também de tranquilas áreas verdes, como é o Parque Bicentenário que encontra-se no final da Alonso de Córdova, avenida repleta de lojas de grife.

Providencia

Comuna mais próxima a Santiago Central. Possui grande atividade comercial. Aqui estão o Parque das Esculturas, a Casa Museu La Chascona (de Pablo Neruda), Costanera Center e a Gran Torre.

Onde comer

Existem bons e bem recomendados restaurantes na cidade de Santiago.

O Zuppy não deixou de jantar no conhecido Restaurante Giratório. Ele me confessou que estava com um pouco de medo de enjoar, afinal, as mesas estão em cima de uma plataforma que gira, mas no final, ele disse que nem sentiu. Ao contrário, esse medo foi logo esquecido assim que começou a ver aquela paisagem incrível da cidade à noite. E por girar ininterruptamente, após seu jantar, conseguiu ver a cidade em 360°, rs.

O restaurante Como Água para Chocolate, também lhe foi muito bem recomendado. E para peixes, como disse antes, o Mercado Municipal é uma boa pedida.

Não deixe ainda de experimentar as empanadas chilenas. E atenção, você pode ficar em dúvida assim como ele, mas empanadas de Pino não tem absolutamente nada a ver com pepinos. É assim que eles chamam as empanadas de carne. Muito boas por sinal!

E saindo dos salgados, e chegando aos doces, não deixe de provar o alfajor chileno (bem diferente do argentino) e também tudo que for com sabor de manjar, que é como eles chamam o doce de leite.

Dicas

Se estiver planejando uma viagem como essa e tiver uns dias a mais, aproveite para conhecer outras cidades não tão distantes como o balneário Viña del Mar, a cidade portuária de Valparaiso (a apenas 10Km de Viña), Isla Negra (onde está uma das mais encantadoras casas de Neruda no Chile) ou, se estiver em um período de neve, que tal dar uma esquiada em Valle Nevado?

Outra dica importante: nem pense em desembarcar no Chile com qualquer tipo de fruta ou planta. Eles são muito rigorosos com isso. Não deixam ingressar nada assim no país. Pelo que contaram ao Zuppy, não existem muitas pragas por lá. E pelo reforço nos aeroportos e fronteiras, eles querem que continue assim, rs!

Links externos

http://chile.travel

Santiago

Seja o primeiro a comentar

Ninguem comentou ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Comente aqui

Pergunta de Segurança (CAPTCHA) *

    Destinos mais procurados

  1. Saiba aqui o que Buenos Aires tem de “tan querida”
  2. Aeroporto Internacional John F. Kennedy (JFK) – New York
  3. Dicas de como preparar sua bagagem de mão em uma viagem internacional de longa duração
  4. Conheça a cidade de Londres
  5. Lugares para curtir a neve em Julho
  6. Fortaleza, Ceará